Sexo Seguro


TODOS USAM PRESERVATIVO?

Quando essa pergunta é feita, qual a primeira reposta que nós temos? Não, Não e infelizmente não.

Em todos esses anos, após o surgimento da AIDS, fico pensando onde é que profissionais, educadores e pais estão errando... Porque com tanta informação, através dos vários meios de comunicação, principalmente o computador (internet) ainda existe tanta resistência e negação para o uso do único “apetrecho” que dispomos para evitar a contaminação.

Contaminação não só pela AIDS, mas também Gonorréia, Sífilis, Cancro, HPV ( famoso e popularmente conhecimento como “ crista de galo” etc, etc). Ah! Temos também a gravidez precoce e/ou indesejada.

Continuo pensando... Eu sei de tudo isso e aposto que você também sabe... Então me ajude daí a entender!!!!

Será que a educação machista que ditava ser responsabilidade da mulher a prevenção da gravidez (antes e depois da AIDS), fez os homens acreditarem que estariam imunes às conseqüências?. Sabe como é... Desde muito jovens ouvimos coisas do tipo: “ Quem tem suas cabritas que prendam, pois o meu bode está solto!!!”, “ Quem engravida é a mulher, pois é ela quem carrega o bebê”, “ Sexo com preservativo perde o clima “, “ É o mesmo que chupar bala com papel”, “ Comer banana com casca”.

Tem os que querem justificar mais “formalmente”: “ Ah! Se eu usar, perco o tesão”, “ Não consigo fazer a penetração, pois perco a ereção”, “ Minha ejaculação fica muito rápida ou não consigo ejacular”, etc.

Será que tudo isso que carregamos em nosso “chip” de memória é suficientemente forte a ponto de não termos amor próprio nem amor pelo outro? Sim, porque colocar sua vida em risco é uma grande falta de amor para consigo mesmo e para quem está a seu lado. Não importa se é sua esposa( marido) , namorada(o), noiva(o), “ficante”, amante. É falta de amor pelo próximo, pelo ser humano.

E vocês devem concordar comigo, lindinhas e lindinhos da titia, como falta amor neste mundo!!!

Mas eu sou uma profissional que ao longo de minha vida sempre acreditei na capacidade e inteligência dos seres humanos. E tenho certeza que continuarei acreditando.

A raça humana conseguiu sobreviver até hoje por ser capaz de aprender e se adaptar a novas situações.

Por isso, precisamos nos educar ou reeducar, se preferirem. Fazer uso do preservativo como um acessório erótico (tem sabores, oba!!), um sexo descontraído e divertido ( imaginem “ele” vigoroso, duro e... colorido!!), gostoso e cheio de fantasia ( imaginem ela colocando o preservativo com a boca... Estão ficando entusiasmados???), ou então ele cheio de tesão pegando o preservativo, olhando para você e dizendo: “ Quero que você tenha muito prazer e sei que para isso precisa estar tranqüila e sentido-se segura. Além disso eu me importo com você”. (Ai, meus Deus!!! Que delicia!!)

Ah! Meninas, imaginem seu parceiro na hora H mexendo sensualmente os quadris, colocando o preservativo e olhando para seu corpo cheio de promessas “veladas”. (gente, mas eu estou tão romântica, hoje!!).

Sexo pode e deve ser vivido com prazer, muito prazer. E não se enganem: AIDS pode estar ao seu lado, em sua frente ou atrás de você.

A idéia não é ver o relacionamento sexual como algo ruim, pecaminoso, sujo e tantas outras coisas que ouvimos ao longo de nossa vida. Que se fizermos sexo seremos punidos com gravidez indesejada ou com alguma doença. Muito pelo contrário, ter um exercício sexual saudável é uma questão de qualidade de vida, de ser feliz!!! E ser feliz é uma das razões ou a razão da existência do ser humano.

Temos a oportunidade de escolha!! Fazer sexo responsável, tendo como objetivo ter e dar prazer ou simplesmente fazer sexo e depois ficar dias, semanas ou meses pensando: “ Será que peguei?”, “ Mas ela era tão linda!”, “ Ele me ama, não me trairia!”, “ Não poderia perder a oportunidade de transar com ele/ela..” O que você escolhe?

Grande abraço,