Sexo e Gravidez


Durante muitos anos o sexo sempre esteve associado a gravidez. Mesmo hoje, muitas pessoas acreditam que a função sexual deve ter apenas o objetivo de procriar.

A preocupação e prevenção da gravidez sempre ficou a cargo e responsabilidade da mulher. A gravidez precoce, na adolescência é um problema que até hoje não conseguiu-se diminuir.

Na América Latina um terço das mulheres menores de 20 anos engravidam. As conseqüências para a saúde dessas adolescentes, conforme estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), são que o risco de morte como conseqüência de problemas relacionados com a gravidez é o dobro que para as mulheres de 20 a 24 anos (OMS, 1997).

Também, as conseqüências sociais e psicológicas da maternidade precoce e não desejada afetam a educação e as possibilidades futuras de trabalho e econômicas destas adolescentes e, consequentemente, o futuro de seus filhos.

Com todo esse agravante, imaginem como fica a sexualidade desta adolescente depois da experiência de uma gravidez precoce e todas as conseqüências após este fato. A sexualidade humana ainda é uma grande desconhecida para muitos adolescentes e embora eles tenham um grande volume de informações, ( Internet, TV, rádio, revistas, etc.) não é suficiente.

Só a informação não educa. O jovem precisa de educação sexual. A iniciação dessa aprendizagem deveria ser em casa, com os familiares, mas aí temos outro grande problema. A barreira que os pais encontram para educar seus filhos, muitas vezes agravada por também não terem tido uma educação sexual.

Mas, e o que fazer? Esperar que sua filha engravide ou seu filho engravide alguma garota para ficar se culpando e se perguntando onde errou? Fechar os olhos e fazer de conta que nossos filhos sairão ilesos desta fase ou fantasiar que só acontece com os filhos dos outros?

Por mais difícil que seja falar com eles, ensiná-los, tente! Tente de novo! E novamente! Mais uma vez!. Até que você consiga derrubar suas próprias barreiras sexuais e descubra que não temos a obrigação de saber tudo, mas que podemos muito bem aprender. E podemos aprender muito com os nossos filhos.

E como ficam as mulheres e homens casados? Muitos, com o medo da gravidez indesejada utilizam o método "gozar fora" (que imaginam ser contraceptivo e definitivamente não é). O que pode ocorrer numa relação sexual onde a busca e troca de prazer deveria ser os objetivos e o que prevalece é a preocupação de "tirar" antes? A mulher que não quer engravidar ficará preocupada se ele realmente vai conseguir retirar o pênis antes de ejacular e como sua atenção vai estar completamente voltada para o parceiro, a tensão, preocupação e ansiedade não permitirão que ela relaxe, se excite e consiga ter prazer na relação. Ele, por sua vez, também preocupado em "garantir" segurança a ela, fica temeroso em não conseguir retirar "no momento certo" e sua excitação tende a sofrer "cortes" a cada momento que ele acha que vai ejacular. Às vezes não dá tempo. De qualquer modo ele pode até ter uma bela ejaculação ( dentro ou fora) mas orgasmo ele dificilmente conseguirá.

Aos jovens e moçoilas, quando o homem se excita, libera uma secreção na glande do pênis que já pode conter espermatozóides suficientes para uma gravidez, ou seja, essa de vamos "brincar" um pouquinho que depois eu "tiro" pode ter um lindo resultado nove meses depois. Filho é maravilhoso, uma experiência única, mas deve ser planejado, desejado e muito amado. É o mínimo que podemos fazer quando resolvemos ter um. E não deve ser motivo de transtornos, rompimentos de relacionamentos, abortos mal feitos com risco de morte tanto do bebê quanto da mãe, infertilidade, etc.

Portanto, "lindinhos da titia", vamos fazer uso daquela borrachinha simpática (preservativo) que pode livrá-los não só de uma gravidez precoce ou indesejada, mas também é a única forma que temos de prevenir a contaminação por uma DST ( doença sexualmente transmissível), inclusive a AIDS.

E com "ele" bonitinho (desculpem meninos) e com "ele" bonitão e encapadinho, mostrem um ao outro como o sexo pode ser bom quando não se tem inseguranças, preocupações, riscos, etc. Só dar e receber prazer, muito prazer!!!.