Homens no Divã


AS PRINCIPAIS QUEIXAS DOS HOMENS A RESPEITO DAS MULHERES

1 - Quero sempre, e ela não A maioria dos homens diz que precisa de sexo diariamente e reclama porque suas parceiras não acompanham a necessidade.

Opinião de especialista O instinto sexual se manifesta com a mesma intensidade em homens e mulheres, mas a prática mostra que eles priorizam a quantidade. Mais do que uma vontade real, muitos se cobram um superdesejo como prova da própria masculinidade. Para esses homens, a disponibilidade total e constante para o sexo (se possível com o maior número de parceiras) é uma condição indispensável para se sentir macho. Paradoxalmente, não são poucos o que se inibem quando topam com uma mulher liberada e mais ativa do que a média. Uma parceira assim, às vezes dispara crises de insegurança, capazes de levar à dificuldade de ereção ou até à ejaculação precoce. Esse costuma ser o pano de fundo do "isso nunca aconteceu comigo antes".

2 - Tenho de tomar a iniciativa A questão traz um aspecto que as mulheres nem sempre consideram - o de que eles também querem se sentir desejados. Na visão masculina, sexo é uma forma de demonstrar afeto e carinho.

Opinião de especialista Essa queixa é típica dos homens que têm parceiras com mais de trinta anos. Em vários casos, o problema é de comunicação; eles não tocam no assunto e elas tendem à passividade - não por desinteresse, mas porque a idéia de que esse é um papel masculino nunca foi questionada. Aqui, só o diálogo consegue evitar descompassos. Por outro lado, nem sempre o que eles dizem rima com o que realmente sentem. Mulheres mais jovens ou que não receberam uma educação rígida são mas ousadas e aí, a reclamação muda de tom: quando tomam a dianteira, elas provocam em muitos desses homens uma sensação de inadequação que, às vezes, afeta a auto-estima e a própria performance.

3 - Ela não quer novas experiências Eles reclamam porque, em geral, elas resistem à prática do sexo anal, muitas se negam a experimentar e a maioria não gosta de ser assediada nesse sentido.

Opinião de especialista O sexo anal é uma das fantasias mais freqüentes entre os homens. Nem é exagero dizer que a grande maioria nutre esse desejo, mesmo que secretamente. Muitas mulheres adotam a linha "não vi e não gostei". Outras até tentam, mas a inibição ou tabu que envolve o assunto as impedem de relaxar, e o resultado é uma relação dolorida e desconfortável. Uma pesquisa de comportamento realizada pelo Instituto Paulista de Sexualidade ilustra essa realidade: 82% das mulheres ouvidas disseram não ter gostado da variação, mas 45% delas voltaram a praticar a modalidade só para agradar o parceiro. Apenas 2% das consultadas afirmaram sentir prazer a ponto de atingir o orgasmo nessa relação. Aqui, a queixa masculina procede. Mas, ainda assim, alguns terapeutas acreditam que a idéia do sexo anal é mais excitante do que a prática propriamente dita. Na hora H, muitos desses queixosos também preferem o sexo tradicional: o anal exige uma ereção bem mais vigorosa.

4 - Só rola sexo oral quando eu peço É desgastante ter de induzir suas parceiras a praticar a felação (sexo oral no pênis). Para eles, a iniciativa deveria ser espontânea, porque imaginam que elas sabem como isso é prazeroso para um homem.

Opinião de especialista Quando a parceira não os acaricia ou tem restrições em relação ao sexo oral, muitos se sentem rejeitados. A recusa feminina tem vários motivos: questões morais, medo de doenças e a aflição de que o homem ejacule em sua boca são os mais comuns. Eles realmente pedem muito sexo oral, mas, segundo os terapeutas, a maioria tem pouca disposição para praticá-lo em suas parceiras. As mulheres também reclamam nos consultórios porque seus parceiros praticam o cunnilingus (sexo oral na vagina) durante poucos segundos só para que elas retribuam em seguida.

5 - Ela inventa desculpas para não transar Dor de cabeça, cansaço e menstruação têm o objetivo de evitar sexo entre pessoas que vivem relacionamentos estáveis.

Opinião de especialista As queixas são pertinentes, mas não é fácil encarar o que elas encobrem. Antes de mais nada, é preciso reconhecer que homens e mulheres são diferentes: se estão preocupados com alguma coisa, eles conseguem desligar. As mulheres tendem a levar todos os problemas para a cama. Mas a explicação na maior parte dos casos é outra ligada à baixa do desejo da mulher - essa a principal queixa feminina na terapia. Falta de libido é uma disfunção que pode ter várias origens, algumas até fisiológicas. A mais comum é o empobrecimento da vida sexual do casal.

6 - Não sei o que a excita Algumas mulheres nem sempre conseguem expressar seus desejos e têm atitudes contidas. Eles ficam incomodados com isso.

Opinião de especialista Muitas mulheres pecam pelo silêncio. Os motivos variam. Por medo de serem consideradas liberadas demais, algumas assumem um comportamento exageradamente discreto. As que tiveram uma educação repressora não se sentem à vontade nessa área. E outras não conhecem o próprio corpo, por isso, não sabem onde e como gostam de ser tocadas.

7 - Ela não quer transar a três Os homens não entendem porque essa proposta tem pouca chance de negociação, mesmo que a segunda seja uma prostituta.

Opinião de especialista As estatísticas estimam que cerca de 40% dos homens têm o sonho de ir para a cama com duas mulheres ou de participar de uma troca de casais. Essa fantasia esconde a necessidade de se sentir o bom na cama. Na prática, quem se mostra disponível para essas experiências são as mulheres que buscam o prazer desvinculado do afeto. Quando têm um envolvimento, as parceiras não aceitam variações com tranqüilidade. Por pudor e por temer a possibilidade de o encontro despertar um romance com a outra mulher, mesmo que seja uma garota de programa.

8 - Não tem surpresa, só monotonia A vida sexual cai na rotina porque as mulheres não gostam de experimentar novas técnicas e posições.

Opinião de especialista O discurso é típico entre os que estão com a mesma mulher há muito tempo. Trata-se de um equívoco, porque o homem tende a ser menos inovador nesse aspecto. Poucos reconhecem essa mesmice em si mesmos. O que costuma acontecer é que, com outras mulheres, eles se sentem encorajados à experimentação e isso os leva a concluir, erroneamente, que o problema não é mesmo deles. Pior: poucos questionam se estão sendo bons amantes ou se têm capacidade de seduzir a parceira para que ela compartilhe com eles dessa necessidade de inovar.

9 - Tenho dúvidas sobre o orgasmo dela Muitos homens se sentem inseguros e reconhecem que são incapazes de identificar o orgasmo feminino. Também se ressentem, imaginando que a mulher possa estar simulando o prazer.

Opinião de especialista Em geral, os homens medem seu desempenho a partir do prazer que são capazes de proporcionar às suas mulheres. O fato de elas não conseguirem um orgasmo para muitos ecoa como falta de habilidade na cama. Mas o prazer da mulher não é responsabilidade só do homem, por mais importante que seja sua participação. Mesmo quando se entrega inteiramente, a mulher tem papel fundamental nessa história, pois ela é quem sabe como se excitar. Só ela pode ensinar os caminhos ao parceiro. Tudo depende da relação de confiança que existe entre o casal: se quiser, a mulher pode simular o prazer, contraindo a musculatura vaginal, e ainda dizer que foi bom.

10 - Ela faz questão das preliminares Eles lamentam que elas querem as preliminares. Para eles, também é bom ir direto ao ponto.

Opinião de especialista Certos homens só querem ejacular e não se preocupam com o prazer delas. Nem sabem que as mulheres precisam de pelo menos três vezes mais tempo do que eles para chegar ao orgasmo. Bastam 6 a 7 minutos para o homem atingir o ápice, elas necessitam de uns 20 minutos. O sexo rápido faz sentido para a mulher se estiver ligado à alguma fantasia erótica, ou a uma situação excitante. Segundo os terapeutas, o que elas não querem é que o sexo rápido vire uma rotina egoísta.

11 - Não realizo as fantasias com ela As mulheres não compreendem as fantasias e não gostam de trocar figurinhas sobre o assunto.

Opinião de especialista Muitos homens ainda encaram a mulher como o objeto capaz de realizar suas fantasias e se frustram com a negativa da parceira. As fantasias masculinas são óbvias e costumam ser percebidas pelas mulheres como obscenas, enquanto elas costumam inventar situações mais elaboradas e ricas em detalhes.

12 - Ela poderia explorar mais meu corpo Elas não conhecem os pontos erógenos do corpo deles.

Opinião de especialista Quem quer dar prazer ao companheiro precisa saber que homens adoram ser tocados nos mamilos, na parte interna das coxas e na região do períneo, entre os testículos e o ânus. Vale a pena descobrir - e mostrar a eles - outras zonas erógenas não genitais. O problema é que, se a mulher explora uma rota que não inclua os pontos oficiais, alguns homens tendem a rejeitar. Há um pavor inconsciente de sentir prazer sendo acariciado nas nádegas: muitos temem que a masculinidade seja colocada em xeque.

13 - Ela não quer minhas carícias Se a atual parceira não aprecia coisas que já enlouqueceram outras mulheres na cama, eles acham que ela tem algum problema.

Opinião de especialista Os homens tendem a estabelecer padrões sobre o que funciona ou não na cama. E tem os que realmente acreditam que as coisas acontecem do mesmo jeito com todas as mulheres. Para piorar, dispõem de um repertório de toques corporais limitado: a maioria não reconhece que não sabe explorar o corpo da parceira ou que precisa descobrir o que é prazeroso para ela. Na prática, muitos homens que se consideram "experts" na cama são amantes mecânicos e repetitivos.

14 - Ela faz greve quando brigamos Os homens odeiam se sentir "de castigo" e dizem que elas fazem greve de sexo depois de uma discussão.

Opinião de especialista Às vezes, a mulher manipula mesmo. Mas nem sempre ela age assim de propósito. Quando briga ou surge um ressentimento entre o casal, muitos homens acham que a relação sexual pode resolver o problema - eles conseguem isolar o conflito do sexo. As mulheres, ao contrário, sentem que só resolvendo a mágoa podem voltar a querer sexo.

15 - Ela odeia transar de manhã Como normalmente eles têm ereções ao acordar, gostam do sexo matinal, mas reclamam que a mulher raramente tem o mesmo ritmo.

Opinião de especialista Essa é uma das inadequações sexuais mais comuns. A queixa tem mão dupla, porque as mulheres normalmente se sentem mais disponíveis à noite. Quem quer se ajustar, precisa conversar e fazer acordos: sexo matinal pode ser liberado nos finais de semana ou quando o casal pode ficar mais tempo na cama.