Anorgasmia


A dificuldade em atingir o orgasmo em uma relação sexual é uma disfunção sexual feminina bastante comum. É uma queixa que leva muitas mulheres a procurar tratamento com especialista em sexualidade humana. Em torno de 40% da população feminina não atingiu ou não identifica um orgasmo.

Apesar de sua variação, podemos dividir em dois grupos:

- mulheres que nunca tiveram experiência de orgasmo, não importa a circunstância; - mulheres que conseguem orgasmos com masturbação ou manipulação clitoriana.

Pensar nesta disfunção em tempo atuais, quando há tanta informação sobre sexualidade pode parecer absurdo, mas não é!

Não podemos esquecer que a sociedade sempre reprimiu fortemente a sexualidade feminina, e, infelizmente, não conseguimos obter mudança de comportamento na velocidade que desejamos. Mesmo hoje, quando questionamos as mulheres sobre a prática da masturbação, muitas dizem que não fazem, por várias razões. E como esperar ter orgasmo se não se reconhece as próprias zonas erógenas? Como alcançar o prazer se não consegue delimitar os locais, a velocidade, a intensidade de sua excitação? Muitas esperam que seu parceiro descubra isso... Pobres homens (rs)!!Depositam a responsabilidade de sua satisfação sexual em seu par.. Mulheres, por favor, a responsabilidade de obter o seu orgasmo é sua!!! Claro que eles podem ser ótimos colaboradores!! Mas você precisa descobrir o "caminho" primeiro, para depois orientá-lo! E como fazer isso?

Vejam bem: muitas mulheres não pensam em sexo em nenhum momento do dia, não recorrem as fantasias eróticas/sexuais (muitas vezes dizem que não tem fantasias), não falam abertamente (sinceramente) sobre sexo, não se estimulam e como mencionado há pouco, não se tocam. Então, por onde começamos? Num belo, gostoso e demorado banho... Comece lavando seu corpo mais devagar que o usual.Preste atenção na sensação provocada no toque de cada parte.Não tenha pressa.Pare de pensar em qualquer outra coisa que não a sensação corporal (nós temos o péssimo hábito de pensar e fazer várias coisas ao mesmo tempo!). Não espere "subir pelas paredes" na primeira vez que se tocar, mas sim em perceber que seu corpo pulsa, reage e se excita.. Já é um GRANDE começo!! Para ficarem mais entusiamadas, vou dizer alguns benefícios que uma atividade sexual regular e prazerosa proporciona à sua saúde:

- ativa a circulação sanguínea - exercita a musculatura, que está relacionada com os músculos da bexiga, ânus e vagina (pouco movimentados normamente) - deixa a pele mais viçosa - melhora a qualidade do sono - é capaz de aliviar dores musculares - reduz tensões - ajuda a combater o stress e a depressão - aumenta a auto-estima e o bom humor (ôbaa) - estimula a mente

E aí, meninas? Dispostas a mudar o cenário?

E mais uma novidade!

A partir de agora, estarei juntinho com vocês para auxiliá-los, orientá-los, esclarecê-los, enfim, tudo o que for necessário para que tenham uma vida sexual feliz e satisfatória! Será um grande prazer contribuir para sua saúde e bem estar!

Grande abraço,
Jussania Oliveira
Psicóloga clínica / Sexóloga

ARTIGO DESENVOLVIDO PARA O SITE UOL/ METADE IDEAL.